Nosso resíduo orgânico de cada dia

Você sabia que os resíduos orgânicos correspondem a mais da metade do resíduo que geramos diariamente dentro de nossas casas? Segundo o Ministério do Meio Ambiente (2008) a parcela orgânica dos resíduos sólidos urbanos corresponde a 51,4% com geração de 1,1kg de resíduo dia por habitante. Sendo assim, geramos individualmente aproximadamente 0,561kg de resíduos orgânicos POR DIA!

Este material acaba sendo enviado para aterros sanitários e sua decomposição neste ambiente tem como produto um biogás altamente tóxico, inflamável e impactante no equilíbrio do Efeito Estufa. Além disso, a vida útil dos aterros sanitários acaba diminuindo muito, o que demanda mais e mais espaços para se construir novos aterros.

Imagina aproveitar todo o potencial do resíduo orgânico que é gerado em nossas casas? As cascas, polpas, borras e filtros de café, quantos quilos de composto de ótima qualidade estamos mandando para os aterros sanitários todos os dias?

E se todo este composto fosse convertido em temperos, frutas, legumes e verduras?

 

 

 

Este processo é mais simples do que parece, a compostagem é uma maneira de disponibilizar os macro e micro nutrientes presentes no nosso resíduo de uma forma que as plantas consigam absorver, além disso nada mais é do que a reprodução de um processo que acontece naturalmente no chão da floresta.Isso é muito importante ser considerado quando se pensa em começar a compostar seu resíduo orgânico.

Sendo uma dinâmica que acontece naturalmente no chão da floresta, é normal que no decorrer de aprendizado de como manejar o sistema apareçam outros agentes decompositores, detritívoros ou predadores daqueles que se encontram dentro da sua composteira.

Dito isso, é importante salientar que existem diferentes técnicas de compostagem e cada uma tem suas características que limitam sua utilização dependendo do local, do tipo do resíduo e do seu volume.

No próximo post seguirei falando dos tipos de compostagens e suas características.

Obrigado pela atenção e até a próxima!

 

 


Cauã Messinetti

Pai, formado em Gestão Ambiental pela USP-Leste, Educador ambiental apaixonado por desenvolver atividades com crianças, Permacultor formado pelo IPEMA  especializado em Compostagem, trabalhou na Morada da Floresta como suporte das vermicomposteiras e coordenando o projeto Escolas Mais Orgânicas, também adora trabalhar com Abelhas sem Ferrão. Idealizador e colaborador do Coletivo Urbano e Rural de Reforma Alimentar, fez cursos de construção de cisternas construindo algumas por aí, bioconstrução, sobre a cultura do Bambu e sobre Melipolicultura. Adora dedicar tempo a elaborar piadas (somente as sem graça).

 

Consumo Consciente: Alimentação

Finalmente chegou o dia de abrir as portas da nossa casa e dos nossos corações para recebê-los! Estamos começando uma jornada com algumas atividades no nosso lar e nada como uma inauguração com um lindo plantio familiar e uma boa conversa sobre alimentação medicinal.

Preparamos uma bateria de atividades gratuitas pensando no exercício diário do Consumo Consciente. Além das atividades, estará rolando paralelamente uma banquinha do Terra Viva Agroecologia com vários alimentos de origem agroecológica de alguns assentamentos daqui da região de Sorocaba e também um cantinho para as cheirosas bruxarias da Maribruxa.

O evento é gratuito e iremos oferecer almoço nos dias de open house, será uma pexinxa, saudável e saboroso. Em breve divulgaremos mais info, mas já adiantamos que a Nina irá preparar algo sensacional e depois vai falar um poquinho sobre alimentação medicinal pra gente.

Programação
9h ☞ Yoga – Livia Fontao
10h ☞ Introdução a Cervejaria Artesanal – Fernanda Rossi
12h ☞ Almoço
13h ☞ Bate Papo sobre Grupos de Consumo de Orgânicos – Caio RennóMelissa Branco
15h ☞ Agricultura Biodinâmica – Carlos Eduardo
16h ☞ Plantio

Programação 02/07/2017
10h ☞ Workshop Alimentação Medicinal – Nina
15h ☞ Vegetarianismo Ambiental – Ravi Orsini
17h ☞ Confraternização de encerramento

Lembrando que as crianças são muito bem vindas, a ideia é plantar em família, poder sentir um pouco de energia do coletivo e trocar com a mãe terra.

Na confraternização venderemos brejas e sucos, disponibilizaremos os instrumentos (2 violões, 1 cavaquinho, 2 pandeiros, chocalhos, gaita, bongô, etc), além daqueles que vocês levarem, pra rolar um som orgânico também!

*O evento é gratuito mas estaremos aceitando contribuições voluntárias para ajudar nos custos dos palestrantes.
*Tragam canecas e sacolas (not plastic! rs) para a feira!
*Para as pessoas de Sampa, há espaço para algumas aqui, conversem conosco para fazermos arranjos dos lugares para dormir.